30/09/2011

Faça amor..não faça a guerra

FAÇA AMOR ....NÃO FAÇA A GUERRA

E vai novamente o soldado à luta
orgulhoso em posição de sentido
numa batalha onde não há  inimigo,
tenta apenas, ser o herói destemido.

Então ataca intrépido o firme soldado
vaidoso, em cumprir o posto tenente
penetrando nos domínios  alheios,
encontra nos regaços o seu poente.

Investindo, o soldado então desacata
indo e voltando, numa frenética tocada.
Não leva fuzil, bombas ou metralhadora,
apenas sua inseparável mochila pesada.

Depois de certo tempo já muito cansado
volta da luta, cabisbaixo o nosso guerreiro,
sua pose já não mais portentosa de sentido
está desengonçado, de dar até desespero.

No peito murcho do antes valente soldado
não há nenhuma medalha ou condecoração,
ostenta ar de bravura, exibe sua satisfação.
Mas, camufla sua eterna incerteza......
 se  realmente cumpriu  sua missão.

Valter Montani
*proibida a reprodução sem autorização
Visite meu blog de cartões:   POETACARDS 
Selos &  Prêmios: GALERIADOPOETA 
Livro Virtual:POETACARDS 
fotografias: CLICKSDOPOETA

14 comentários:

  1. Uma poesia magistral caro Poeta, parabéns sempre Clik, e veja se gosta.http://vantuilog.blogspot.com/2011/09/p-margin-bottom-0_30.html

    ResponderExcluir
  2. Belíssima poesia! Justa homenagem ao Soldado. Poucos lembram-se de mencioná-lo em forma poética. Meus aplausos!

    ResponderExcluir
  3. Meu querido Poeta

    Uma homenagem linda e justa, adorei como sempre e deixo um beijinho desejando um bom fim de semana.

    Rosa

    ResponderExcluir
  4. Lindo poema amigo!
    E por falar em homanagem hoje é niver da minha Amiga Elza Moreira(momentos do tango)
    Se apreciar este ritmo venha participar...tá?
    Feliz final de semana!Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Olá Valter !

    Vi que se fez meu seguidor e resolvi visitá-lo. Gostei tanto que cá virei visitá-lo se assim o permitir.
    Este poema é lindo, forte de reflexão e fez com que meu sangue corresse mais depressa.
    Porque é que as pessoas insistem em lutar, em fazer guerra em vez de construir paz ?
    Que raça a nossa, a dos humanos ! Ou desumanos ?...

    ResponderExcluir
  6. Ventúlio, Denise, Rosa, Sandrinha e Maria Campos, agadeço muito a visita de vocês e os comentários, mas, devo dizer que o verdadeiro sa poesia, passou meio longe da interpretação. Não os condeno pois, ao ler o texto novamente também concordei com todos. Mas não direi mais nada. Deixarei para quando eu publicar o restante da poesia. bjs a todos e boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Meu Anjo.
    Deus abençoe sua semana
    sou sempre grata pelo seu carinho.
    No momento quase não estou conseguindo fazer visitas.
    Porém tenho você no meu coração e pensamento.
    Estarei tentando deixar meu carinho também,
    parabenizar pelas postagens lindas que leio na sua postagem.
    Um beijo no coração .
    Já com saudades e muitas.
    Evanir
    Amigo aparece não quero fazer parte daquela frase .
    A gente adoece os amigos desaparece..Te Amo .muito .

    ResponderExcluir
  8. Iupii!amigo lindo mesmo aquele texto da Ana Jácomo...Quanto ai niver da minha amiga...afff nem ela conseguiu participar...não conseguiu comentar,,,me enviou o comentário por e-mail..mas só hoje eu abri e vi!afff!
    Mas finalmente bailamos este tango!

    Abraço amigo feliz semana!adorei a visitinha!

    ResponderExcluir
  9. Valter

    Uma batalha interna a deste soldado.
    A batalha da vida é muito complicada!
    Gostei muito meu querido amigo.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. A ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS (Machado-MG) comunica que estão
    abertas as inscrições para o VIII Concurso Plínio Motta de Poesias, do
    ano 2011. As inscrições vão até o dia 21 de outubro de 2011.
    Entrem em contato para adquirir o Regulamento:
    a/c Carlos Roberto machadocultural@gmail.com
    ESTE CONCURSO ESTÁ ABERTO PARA TODOS!

    OBS: O VALOR DA INSCRIÇÃO ( 2 REAIS) PODE SER COLOCADO DENTRO DO ENVELOPE COM AS 6 CÓPIAS DA SUA POESIA.

    ResponderExcluir
  11. Olá estimado valter,

    Não sei se já comentei ou não.
    De qualquer forma, make love, not war.

    Beijos de luz.

    Há quanto tempo não aparece em meu blogue! Fico esperando.

    ResponderExcluir
  12. Valter: toda a sua linguagem, neste poema ,é ambígua, de conotação evidente com a sexualidade. Poderá ,APARENTEMENTE, "falar" do pobre soldado que cumpre ,como dizia PESSOA, "as malhas que o Império tece...""O soldado" pode falhar na hora da luta...O soldado penetra nas linhas inimigas..." e por aí adiante...É ou não verdade?Habituada, como PROF de PORTUGUÊS e LITERATURAS a interpretar as mensagens subliminares, não posso deixar de "VER" o seu poema com este "OLHAR"...
    Beijinho
    LUSIBERO

    ResponderExcluir
  13. Eureka!

    Parabéns Lusi, até que enfim alguém sacou a mensagem da poesia, realmente você tem toda a razão. Eu até deixei de postar a segunda parte da poesia nesta semana porque estava desanimado com i impacto e a percepção dos leitores que na maioria estavam enxergando apenas a homenagem ao soldado, que não deixa de ser merecedora! Não direi mais nada para não estragar a sequência.

    ResponderExcluir
  14. Faça amor... Não faça guerra
    Um ótimo grito de guerra poeta Valter
    O sentido nem todos pensam o mesmo, mas fica a lição de um conflito consigo mesmo... Como no final fala Mas, camufla sua eterna incerteza......
    se realmente cumpriu sua missão.

    Bjus LU... :)

    ResponderExcluir

Olá Visitante, Amigo & Parceiro

Obrigado por sua visita, se puder deixe seu comentário será muito importante para que eu saiba qual a sua opinião sobre o meu trabalho.

Deixe aqui também suas sugestões e criticas quando quiser

PS.:EU ACEITO CORREÇÕES ORTOGRÁFICAS E AGRADEÇO

Valter Montani

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clique aqui e leia:

Clique aqui e leia:
Florbela Espanca

Dicas & Afins:

fale@comigo

Minha foto

Sou um Poeta que outrora oculto, graças ao incentivo de amigos vem publicando seus escritos através dos Blogues: "Valter Poeta" e "poeta Cards", os quais tenho a honra de convidar-lhe a conhecer.

http://valterpoeta.blogspot.com/
http://poetacards.blogspot.com/
http://clickdopoeta.blogspot.com/
http://bloglivrovalterpoeta.blogspot.com/

Valter Montani, Casado, Economista, Auditor de Meio Ambiente pela   Fundação Vanzolini,   Especializado em    Qualidade pelo PECE-Escola Politécnica da USP.
ATENÇÃO: 
 ALGUMAS IMAGENS UTILIZADAS NOS MEUS BLOGUES SÃO ORIUNDAS DA NET, SEM OS DEVIDOS CRÉDITOS. 
QUALQUER PROBLEMA FAVOR ENTRAR EM CONTATO. MEUS BLOGUES NÃO VISAM NENHUM TIPO DE LUCRO FINANCEIRO, FORAM CRIADOS APENAS PARA DIVULGAR MINHAS POESIAS, PENSAMENTOS E FOTOGRAFIAS.

SAUDAÇÕES!

Valter Montani

Mais informações:

Este Blog foi criado para divulgar minhas poesias e fotografias e fazer novas amizades. Claro que cultivando sempre as amizades que venho criando no decorrer dos anos. Sou um Poeta que foi "de gaveta" se tornando conhecido graças a Internet e aos amigos que me incentivam e divulgam sempre. A Poesia inicialmente serviu para que eu quebrasse o muro que me separava das demais pessoas, barreira que eu mesmo criei pela postura rebelde e radical. Cada escrito é como se fosse um filho, portanto cuide bem deles e não esqueça sempre de mencionar o nome do pai. Valter Montani Algumas imagens que eu estou utilizando foram encontradas na Internet sem os devidos créditos, qualquer dúvida ou reclamação de autoria peço a gentileza de entrar em contato comigo através do e-mail. Valter Montani "In perpetuum Omnia sunt bominum tenui pendentia filo Peractis peragendis, ermitte divis cetera Post nubilas Phoebus Omnia vincit amor et nos cedamus amori Per omnia saecula saeculorum." da amiga Karla Julia

Sociedade Amigos do Poeta

Sociedade Amigos do Poeta
GRATIDÃO! A galera que me incentivou e então, começou tudo: Chris, Tata, Cristiano, Andre, Eduardo, Christian, Rossi e eu(agachado), clique: Professora Regina Azevedo-MBA de Gestão das Tecnologias da Qualidade - Escola Politécnica da USP

SAL - Serviço de Atendimento ao Leitor

Nome

E-mail *

Mensagem *