04/03/2011

Ausência

Ausência


Enquanto o sol insiste em não raiar
e a escuridão sombria me envolve
os pensamentos sequestram a mente
 a nostalgia aos poucos me absorve.

Ainda no ar, persiste o teu perfume
nos dedos ainda sinto a  tua maciez
teu néctar, impregnou-se na minha boca
e a alcova vazia chora a tua escassez.

Esquecida na mesa tua caneca favorita
vazia como meu coração, jaz entristecida.
No peito sem razão reina firme um desejo
matar essa saudade, vontade de teu beijo.

Espalhados por armários e nas gavetas
te esperam esperançosos, teus pertences
como se de repente, você pudesse voltar
e, com teu sorriso nossa casa iluminar.

 O relógio na parede é fria testemunha
das horas tristes que meu dia se compõe
minuto a minuto, escoando vai-se o tempo
enquanto em vão, busco por algum alento.
 
As vezes, minha mente trama loucuras
um modo de abreviar meu sofrimento
para então,  ao teu lado caminhar
mas, fazendo isso jamais iria te encontrar.

E assim, de mãos dadas com a amargura
busco algo para preencher a sua lacuna
cumprindo a risca a minha penitência
vou sobrevivendo...com a tua ausência.

Valter Montani 
conheça meus outros blogs:
Clicksdopoeta: fotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacards: cartões com pensamentos 

31 comentários:

  1. Ausencia...
    A presenca da falta...

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente lindo! Adoro sua inspiração!
    Bjusss

    ResponderExcluir
  3. Um bálsamo de escrita como é habitual!
    Quer seja na forma de Amor presente, ou na forma de Amor ausente!

    No entanto, não são poucas as vezes que apesar de ser muito mau um Amor ausente, é bem pior um Amor presente!

    Sofrer por quem não se tem doi muito, mas sofrer por quem se tem, sem "ter", é sem dúvida bem pior!

    Um abracinho com muita Luz e energia!

    ResponderExcluir
  4. triste ausencia em palavras doces..
    lembranças sutis..
    quem sabe..
    beijos Valter..

    ResponderExcluir
  5. Ficou lindo esse poema! Parabéns Valter por ter traduzido tudo o que sentimos diante desse vazio imenso que é a ausência, viu?!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Como é bom saber que você escreve tao bem!!! Amo suas poesias!!

    ResponderExcluir
  7. Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena
    acreditar nos sonhos que se têem
    ou que os seus planos nunca vão dar certo
    ou que você nunca vais ser alguém...

    Renato Russo

    Agradeço o carinho de sua amizade.
    Beijos & Flores no seu FDS! M@ria

    ResponderExcluir
  8. Muito bonito Valter! Acho lindo essas poesias repletas de dor e ausência... Beijos amigo!

    ResponderExcluir
  9. Ola VAlter, obrigado por visitar meu blog!
    Sobre a poesia, muito bem escrita, belas palavras!
    E da ausência de alguém importante, provém a saudade, esse belo sentimento!

    ResponderExcluir
  10. Oii,passando pr ti dar boa tarde,e ti falar assi:Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios.Sorria sempre vc é especial,um final de semana com muita paz!!!

    ResponderExcluir
  11. Amigo...
    Agora, só alegria!...
    Feliz Carnaval!!!
    ♫♫.•*¨*•♫♫¸
    ღ°ºBrasil♫º
    ♥º

    ResponderExcluir
  12. Sempre havera uma espera na ausencia!
    Lindo poema!



    PS:Desculpe a minha ausencia por falta de tempo!

    Bom FDS e feriadao!

    Beijos,querido!

    ResponderExcluir
  13. Meu querido Poeta

    Conseguiste superar-te, fiquei sem palavras para te dizer que voei na tua prosa...um ter-te sem te ter...tocar sem te tocar, uma espera apenas.
    Simplesmente belo, meu querido poeta do amor.

    Deixo beijinhos carinhosos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  14. Para compensar a ausência, somente as lembranças dos bons momentos. O sol ainda vai brilhar!! Bom fim de semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  15. Sua poesia é um frasco valioso, de perfume e carinho pra alma ...Um abraço querido poeta.

    ResponderExcluir
  16. Olá, Valter
    Na vida menos se tem do que o contrário mas vale a pena a presença não ausente...
    Estou oferecendo um Retiro Espiritual em meu Blog até Terça... é tempo de reflexão!!!
    Seja muito abençoado e feliz!!!
    Abraços fraternos de paz

    ResponderExcluir
  17. Passei aqui para jogar confete em vc.
    Confetes carnavalescos!
    Com carinho
    Fátima

    ResponderExcluir
  18. não podemos deixar a ausencia de alguem nos colocar pra baixo.. preenchamos então este espaço com coisas boas.

    ResponderExcluir
  19. beleza de poesia. obrigada!!!!!!desejo que seu carnaval tbm esteja sendo otimo.que pena que este ano eu não estou muito disposta pra folia, se precisasse com certeza chamaria vc rsssssss. obrigada pelo carinho.vjs

    ResponderExcluir
  20. Desculpe a demora. Vim retribuir o seu carinho no blog. Muito obrigada pela visita. É sempre um prazer te receber por lá.
    Carinhosamente,
    sandra

    ResponderExcluir
  21. Voltando do carnaval, sem confetes e serpentina, apenas no regúgio espititual.
    Bom resto de semana a todos e muito obrigado pela presença e comentários.

    ResponderExcluir
  22. Valter meu amigo, obrigada por se
    ter registado no meu blogue.
    Queria pedir-lhe uma coisa:
    será que permite que insira um poema seu com os devidos créditos,
    no meu http://sinfoniaesol.wordpress.com
    basta deixar um comentário.Tinha
    muito gosto.
    Um beijo
    Irene

    ResponderExcluir
  23. Meu amigo, muito obrigada pela
    sua gentileza.Inseri AUSÊNCIA.
    Eternamente grata.
    Um beijiho
    Irene

    ResponderExcluir
  24. Olá meu amigo,

    É sempre bom passar por aqui e sentir de perto esta sua inspiração.
    Um abraço carinhoso,
    Dalinha

    ResponderExcluir
  25. Linda suas palavras poeta Valter

    Ausência palavra com tom suave, e ao mesmo tempo vazia em seu significado... deixando um toque triste nos corações abandonados...

    BJSS LU... :)

    ResponderExcluir
  26. "Ausência é um estar em mim."

    Parabéns pela organização do seu blog.
    Um ótimo fim de semana a todos!

    Bjs,
    Anne.

    ResponderExcluir
  27. Achei lindo. Coloquei no meu blog www.domdaspalavras.blogspot.com.

    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Admiro muito o seu lirismo que enternece. Muitos tentam, mas se tornam piegas, chatos e repetitivos.
    Magnífico!
    Beijos mil!!!!

    ResponderExcluir
  29. Valter,a ausência doi muito..essa ausência definitiva que foi para outro plano,uma viagem sem volta...
    ...não sofrer..sentir saudades...
    Lendo sua poesia,fez me lembrar dessa ausênsia/ todas ausências doi muito...e você como sempre,brilhante nas suas escritas...Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Valter

    Ausência é ... ter saudades da presença.
    Daí, dizeres: "(...)(n)essa minha penitência
    vou sobrevivendo...com a tua ausência."

    Abraços

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  31. Valter, meu Amigo

    "(...)E assim, de mãos dadas com a amargura
    busco algo para preencher a sua lacuna
    cumprindo a risca a minha penitência
    vou sobrevivendo...com a tua ausência."

    Belamente "rematado" este Poema da Ausência sentida e vivida.

    As interpretações que o Poeta tem, podem não coincidir com as "visões" dos leitores. Porém, deve prevalecer, sempre, a visão do Autor e a liberdade de cada leitor.

    Perfeito, Amigo.
    Parabéns.

    Abraços

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Olá Visitante, Amigo & Parceiro

Obrigado por sua visita, se puder deixe seu comentário será muito importante para que eu saiba qual a sua opinião sobre o meu trabalho.

Deixe aqui também suas sugestões e criticas quando quiser

PS.:EU ACEITO CORREÇÕES ORTOGRÁFICAS E AGRADEÇO

Valter Montani

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clique aqui e leia:

Clique aqui e leia:
Florbela Espanca

Dicas & Afins:

fale@comigo

Minha foto

Sou um Poeta que outrora oculto, graças ao incentivo de amigos vem publicando seus escritos através dos Blogues: "Valter Poeta" e "poeta Cards", os quais tenho a honra de convidar-lhe a conhecer.

http://valterpoeta.blogspot.com/
http://poetacards.blogspot.com/
http://clickdopoeta.blogspot.com/
http://bloglivrovalterpoeta.blogspot.com/

Valter Montani, Casado, Economista, Auditor de Meio Ambiente pela   Fundação Vanzolini,   Especializado em    Qualidade pelo PECE-Escola Politécnica da USP.
ATENÇÃO: 
 ALGUMAS IMAGENS UTILIZADAS NOS MEUS BLOGUES SÃO ORIUNDAS DA NET, SEM OS DEVIDOS CRÉDITOS. 
QUALQUER PROBLEMA FAVOR ENTRAR EM CONTATO. MEUS BLOGUES NÃO VISAM NENHUM TIPO DE LUCRO FINANCEIRO, FORAM CRIADOS APENAS PARA DIVULGAR MINHAS POESIAS, PENSAMENTOS E FOTOGRAFIAS.

SAUDAÇÕES!

Valter Montani

Mais informações:

Este Blog foi criado para divulgar minhas poesias e fotografias e fazer novas amizades. Claro que cultivando sempre as amizades que venho criando no decorrer dos anos. Sou um Poeta que foi "de gaveta" se tornando conhecido graças a Internet e aos amigos que me incentivam e divulgam sempre. A Poesia inicialmente serviu para que eu quebrasse o muro que me separava das demais pessoas, barreira que eu mesmo criei pela postura rebelde e radical. Cada escrito é como se fosse um filho, portanto cuide bem deles e não esqueça sempre de mencionar o nome do pai. Valter Montani Algumas imagens que eu estou utilizando foram encontradas na Internet sem os devidos créditos, qualquer dúvida ou reclamação de autoria peço a gentileza de entrar em contato comigo através do e-mail. Valter Montani "In perpetuum Omnia sunt bominum tenui pendentia filo Peractis peragendis, ermitte divis cetera Post nubilas Phoebus Omnia vincit amor et nos cedamus amori Per omnia saecula saeculorum." da amiga Karla Julia

Sociedade Amigos do Poeta

Sociedade Amigos do Poeta
GRATIDÃO! A galera que me incentivou e então, começou tudo: Chris, Tata, Cristiano, Andre, Eduardo, Christian, Rossi e eu(agachado), clique: Professora Regina Azevedo-MBA de Gestão das Tecnologias da Qualidade - Escola Politécnica da USP

SAL - Serviço de Atendimento ao Leitor

Nome

E-mail *

Mensagem *