12/04/2009

CIGANA


imagem obtida sem a autoria google imagens


Cigana

(Valter Montani)


Toma as minhas mãos,
Minha misteriosa Cigana
Leia agora meu destino
Pois o Poeta não se engana.

Sei ler o brilho de teus olhos
E sinto o tremor de tuas mãos
Tua respiração está ofegante
Sinto um turbilhão de emoção.

Quero me envolver no mistério
Que se esconde em tua silhueta
E me envolve num louco desejo
Quero sentir o calor de teu beijo.


Juntemos nossos pulsos
Para, no deslizar do punhal,
Nosso sangue misturar
Num excitante ritual.

Dança para mim, Cigana
Girando em torno à fogueira
Rodopiando teu vestido
Faz-me teu animal ferido.

Juntemos nossas carnes
Num ardente jogo de amor
Onde as cores dão vida
E o prazer supera a dor.

Quero sentir teu corpo
Colado junto ao meu
Impregnados pelo suor
Desprendido do amor.

Uma troca intensa de fluidos
Que a gente jamais sentiu
A trilha sonora dos gemidos
Feito dois animais no cio,

Depois de cumprir nosso ato
Nada mais para mim se compara
Pois a paixão se tornará ardente
E o coração jamais sara.

Valter Montani
revisão de texto: Regina Azevedo

conheça: POETACARDS


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Sabedorize esta not¿ia no WebSapiens

Quer ter estes botões no seu site? Acesse


23 comentários:

  1. Que linda esta poesia.Engraçado mexeu muito comigo talvez,pela fascinação que tenho pelos ciganos.Inclusive um dos meus amigos/orkut, Cichini´faz parte desta cultura.Adoro ver as fotos das festas.Quanto ao teu poema,este é o primeiro que leio sobre esta tradição.Amei e minha imaginação foi longe.Beijos e abraços.

    ResponderExcluir
  2. O Povo Cigano é guardião da
    liberdade e eles costumam
    dizer que a "alma cigana" perfuma o lugar por onde passa.Por ser um povo que se expressa com liberdade, com suas roupas
    coloridas, com seus sânscritos e por não terem uma língua escrita que defina sua verdadeira origem,
    são até hoje descriminados.
    Dizem os pesquisadores que esse povo surgiu na Índia sendo expulsos pelos árabes,depois
    vagaram pelo Oriente, pelo Ocidente e espalharam-se pelo mundo.
    Certa vez lembro-me da minha avó contar que na terra em que ela nasceu, em Portugal, havia uma comunidade de ciganos. Isso há muitos anos atrás.

    O meu espírito é livre, minha alma é cigana, adoro argolas, cabelos compridos... tenho uma ligação forte e me identifico muito com a cultura desse povo.

    Válter, gostei muito da sua poesia e quanto a música, sem comemtários.
    Sou apaixonada pela música francesa e Charles Aznavour além de ser um dos meus cantores preferidos, é um ícone da música francesa.
    Cantor de gabarito internacional, tendo várias discografias em várias línguas.

    Não sei se você sabe , mas o cigano preserva muito a sua sorte. Existem várias crenças pra mantê-la, da vida uterina até a sua morte.


    Hoje , dia de Santa Sarah Kali, santa padroeira do povo cigano,
    deixo para você a minha saudação em Romani...

    Gadjó, baxt!


    Esturdá !!

    Calin, Annemarie.

    ResponderExcluir
  3. Olá querido poeta de alma , mestra em encantos 'MIL'...

    Estavas com saudades de muitos de vcs, mas enfim, cheguei d'minha breve viagem, onde espero ver todos bem, felizes e mto inspirados, no poetar , desta semana.

    Lindíssimo poema, visto que sobre a cultura cigana, leio sempre muitos contos e poemas, virtuais.
    Este poema em sí, trás a sempre sagaz declaração do amor cigano, ainda que em um jogo de palavras e pura sedução. Seduz com certeza, até os alheios desta cultura, sabido que, a linguagem do 'AMOR' é 'UNIVERSAL', única, onde todos a entende, em qlqr parte do mundo.

    Beijos de grande luz , em tua vida , amigo Valter.Te admiro muitão meu anjo/ do caldeirão....risos...
    T sempre amiga,

    Célia*

    ResponderExcluir
  4. Caro Poeta!
    Tenho uma admiração extremada pela Cultura Cigana! Fiquei emocionada ao ler sua poesia!
    Esteja em Paz!

    ResponderExcluir
  5. vc. não imagina como sua poesia mexe comigo!
    e a escolha das músicas são excepcionais!!!
    Adoro o povo cigano! Mexe muito comigo,
    vou te contar um segredo, no ginásio na FESTA DAS NAÇÕES, eu me apresentei vestida de cigana, dançando a festa toda na tenda do povo cigano, e na apresentação à noite, na quadra ao redor da fogueira, com os músicos à carater, sentados em círculo, eu dançando e rodopiando, mexendo e balançando a saia... foi o êxtase do meu viver... ah, é doce e inebriante como o vinho!
    Recordar tbm é viver...
    Obrigada Montani, vc. é essencial ao meu ser!

    Karla Danielle♥

    ResponderExcluir
  6. Olá, Valter!
    É sempre uma alegria abrir o seu blog e deparar-me com esta poesia que é uma de minhas preferidas.
    Eu tenho muito respeito pelos
    ciganos, esse povo nômade,alegre que adora cores, ama a música, a liberdade e a magia.
    Um povo que através da alegria esconde os sofrimentos, a sua dor
    e são obrigados ainda hoje a conviver com o preconceito.

    Parabéns pela organização do blog, pelas músicas e poesias.

    Optcha ao povo cigano!

    Beijos,

    calin Annemarie.

    ResponderExcluir
  7. Olá querido amigo,
    saudades estava de ler coisas tua, do teu coração.

    ************
    Sim 'salabim, se existir fã tua, maior que eu, contra pra mim'...
    Lindo finalDEsemana babyyyy..
    Um beijo voador de Londrina.
    (para marcar meu comentários daq.. :D )
    Célia com carinho.

    ResponderExcluir
  8. Olá poeta menino,Linda semana de luz Valter!
    Sempre a nos encantar com seus contos... :)
    Me lembro que sou abordada por onde passo, viajo, e etc... por ciganos e ciganas, que pensam tbm que sou uma, e nem uso saias.
    Gosto muito da cultura deste povo livre e cheio de dons(Quando verdadeiros, claro)
    Já ouvi de tudo...risos.... e saio sorrindo, certa de q aprendo sempre com eles e outra culturas.
    Parabéns por teu poema cigano.
    Beijos de alma para alma,nosso gajo!
    Célia

    ResponderExcluir
  9. muito bom teu blog...tenha certeza k verei com mais calma.
    um bj

    ResponderExcluir
  10. Na minha cesta de Páscoa, você encontrará amor, felicidade,saúde, solidariedade, prosperidade, sabedoria, conhecimento e paz!

    Valter, desejo a você, a toda sua família e aos seus amigos...saúde, felicidades,muitas alegrias, equilíbrio e harmonia!

    Que tu ultrapasses todas as etapas de sua evolução espiritual,
    que tu alcances as estrelas e realizes os seus sonhos.

    Jesus disse: "Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, ali eu estarei."
    Mt 18, 20

    Boa Páscoa!

    Bjs,

    Anne.

    ResponderExcluir
  11. Poema e música muito bem conseguidos!
    Mistério, movimento, fascinação...

    ResponderExcluir
  12. Olá meu lindo e inpirado poeta Valter Montani.
    Eu cheguei a me emocionar, pois sou descendente de ciganos e vc. fez uma linda poesia sobre nosso povo.
    Parabéns, meu amigo poeta.
    Linda musica e linda poesia.
    Que meu Deus Bel Karrano te proteja em todos os sentidos de sua vvida.
    Regina Coeli.
    Fique na paz.

    ResponderExcluir
  13. Saudades de Alguém
    Saudades, um pedacinho de emoção
    dentro da gente...
    Um pedacinho de outra pessoa
    dentro da gente...
    Uma voz, um olhar, um toque.
    De repente uma angústia.
    Saudade do que não fez,
    ou daquela vez.
    Saudades...
    Das coisas, do lugar, da pessoa...
    De um beijo, de um carinho,
    daquele jeito diferente...
    Ou do sorriso, de repente...
    Saudades de alguém...
    Saudades de você meu amigo.
    Beijos e ótima semana pra ti!

    ResponderExcluir
  14. lindo este sentir onde as marcas da paixão estão tão presentes
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Belo poema, bem sedutor.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  16. Te juro que desejei ser uma cigana...rs
    Que lindo!
    Seu poema tem vida, como se fosse uma dança cigana!


    Beijos e carinhos!

    ResponderExcluir
  17. Um lindo poema enaltecendo uma raça tantas vezes vilipêndiada.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  18. Ola querido amigo
    que lindo texto
    adorei a visitinha
    ja esta melhor?
    bjos e fique com Deus

    ResponderExcluir
  19. Tem selinhos pra você lá na minha galeria de selos ok?
    E Meme também caso queira responder.
    Um beijão.
    Sinta-se a vontade para aceitar ou não viu...rsrs
    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  20. ZÍngara

    Tanto se diz e canta...

    Zíngara canção....Carmencita fado.

    Mulher bela e quente a zíngara, assim como teu poema. Quente e belo cheio de sensualidade.

    Gostei como sempre

    Deixo-te como sempre

    bjgrande do lago

    ResponderExcluir
  21. Valter, imagino que estejas bem agora, quanto as dores nos ombros.
    Não sou uma comentarista, mas creio que uma amiga, q respeita e admira os amigos de honra.

    Ótima semana a você e família, muito amor entre todos.

    Célia.

    [Comente sobre o restaurante que aniversaria em Porto Alegre, me interessei gaúcha que sou]
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  22. Cigana que te toma que te doma
    cigana que se entrega e te faz oque quer ser.
    bitokas

    ResponderExcluir

Olá Visitante, Amigo & Parceiro

Obrigado por sua visita, se puder deixe seu comentário será muito importante para que eu saiba qual a sua opinião sobre o meu trabalho.

Deixe aqui também suas sugestões e criticas quando quiser

PS.:EU ACEITO CORREÇÕES ORTOGRÁFICAS E AGRADEÇO

Valter Montani

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clique aqui e leia:

Clique aqui e leia:
Florbela Espanca

Dicas & Afins:

Mais informações:

Este Blog foi criado para divulgar minhas poesias e fotografias e fazer novas amizades. Claro que cultivando sempre as amizades que venho criando no decorrer dos anos. Sou um Poeta que foi "de gaveta" se tornando conhecido graças a Internet e aos amigos que me incentivam e divulgam sempre. A Poesia inicialmente serviu para que eu quebrasse o muro que me separava das demais pessoas, barreira que eu mesmo criei pela postura rebelde e radical. Cada escrito é como se fosse um filho, portanto cuide bem deles e não esqueça sempre de mencionar o nome do pai. Valter Montani Algumas imagens que eu estou utilizando foram encontradas na Internet sem os devidos créditos, qualquer dúvida ou reclamação de autoria peço a gentileza de entrar em contato comigo através do e-mail. Valter Montani "In perpetuum Omnia sunt bominum tenui pendentia filo Peractis peragendis, ermitte divis cetera Post nubilas Phoebus Omnia vincit amor et nos cedamus amori Per omnia saecula saeculorum." da amiga Karla Julia

Sociedade Amigos do Poeta

Sociedade Amigos do Poeta
GRATIDÃO! A galera que me incentivou e então, começou tudo: Chris, Tata, Cristiano, Andre, Eduardo, Christian, Rossi e eu(agachado), clique: Professora Regina Azevedo-MBA de Gestão das Tecnologias da Qualidade - Escola Politécnica da USP

SAL - Serviço de Atendimento ao Leitor

Nome

E-mail *

Mensagem *