08/02/2009

Hiato

I magem do filme: "O Feitiço de Áquila"

Hiato

(Valter Montani)


Hoje minhas mãos se calam,

Observo o vazio no horizonte

Reservo-me ao direito sagrado

De ficar só, quieto, prostrado.


Deixo o vento meu rosto tocar

Sem esboçar nenhuma reação.

Esvazio meu peito das mágoas,

Será esta a minha melhor reação.


Não quero saber de quem me feriu,

Seja com palavras, atos ou omissão.

Essas pessoas não são merecedoras,

De habitar este liberto coração.


Levanto minha espada sem resignação,

E corto ao meio todas resistências

Que tentam em vão impedir-me

De encontrar a verdade e evolução.


Minha armadura foi confeccionada

Com material oriundo do bom pensamento,

Daqueles que ajudaram a libertar-me

De qualquer forma de prisão e tormento.


Minha fortaleza foi totalmente edificada

Com as pedras que no caminho encontrei,

Sobrepostas de forma a impedir-me o caminhar,

Aprendi a ser forte e jamais hesitar.


© Valter Montani

conheça também :POETACARDS

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Sabedorize esta not¿ia no WebSapiens
Quer ter estes botões no seu site? Acesse

9 comentários:

  1. ola gostei muito de seus poemas.obrigada a visitinha e volte quando quizer! eu coloquei seu link no meus favoritos bbeijos

    ResponderExcluir
  2. De volta em teu blogg, amigo Valter..

    Muito bom este poema onde expressa exatamente quando nos esvaziamos de nós, para estar no outro, ainda que apenas, ouvindo com a alma, talvez coisinhas, que ainda que pequeninas, as vezes queremos calar, e ficar assim, quietinho, um Hiato. Eu já havia lido este teu belo expressar de alma, e copiado..risos..

    Cadê..... tenho sede de ler aqui, muito maissssssssssssssssss....


    Beijos querido, e 1 feliz Dia das Mães, a tua mãe , esposa, enfim , as mulheres de tua convivência.

    Meu carinho,
    Célia Regina.

    ResponderExcluir
  3. Oi Valter,

    Achar as palavras certas para exprimir sentimentos é coisa de poeta mesmo, e você tem feito muito bem em seus poemas. Sentir, todos nós sentimos, mas traduzir, é coisa de mestre.Parabéns pela maestria com que você rege as palavras. "HIATO" é um poema divino.

    ResponderExcluir
  4. tem parte que parece música. é para ser música?

    ResponderExcluir
  5. Obrigado Dalinha e Rafael, eu já deixei reposta em seus blogs.

    Sobre a pergunta sua Rafael: Não se trata de música, mas como toda forma de arte se relaciona, tudo é possível.


    saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  6. Valter,

    Não há melhor proteção do que aquela originada dos nossos pensamentos. Pensar bem para viver bem!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  7. gostei de ler este hiato de solidão...por vezes é preciso
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Belo este seu HIATO meu lindo!
    Estou tentando aprender com ele e agir como tu falas...rsrs
    Um grande beijo poeta!

    ResponderExcluir
  9. Em hiatos, espaços
    Com pedras, construções
    Em cores que pinto
    Cada dia, refaço a tela
    Da arte que decidi tornar minha vida...

    ResponderExcluir

Olá Visitante, Amigo & Parceiro

Obrigado por sua visita, se puder deixe seu comentário será muito importante para que eu saiba qual a sua opinião sobre o meu trabalho.

Deixe aqui também suas sugestões e criticas quando quiser

PS.:EU ACEITO CORREÇÕES ORTOGRÁFICAS E AGRADEÇO

Valter Montani

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clique aqui e leia:

Clique aqui e leia:
Florbela Espanca

Dicas & Afins:

Mais informações:

Este Blog foi criado para divulgar minhas poesias e fotografias e fazer novas amizades. Claro que cultivando sempre as amizades que venho criando no decorrer dos anos. Sou um Poeta que foi "de gaveta" se tornando conhecido graças a Internet e aos amigos que me incentivam e divulgam sempre. A Poesia inicialmente serviu para que eu quebrasse o muro que me separava das demais pessoas, barreira que eu mesmo criei pela postura rebelde e radical. Cada escrito é como se fosse um filho, portanto cuide bem deles e não esqueça sempre de mencionar o nome do pai. Valter Montani Algumas imagens que eu estou utilizando foram encontradas na Internet sem os devidos créditos, qualquer dúvida ou reclamação de autoria peço a gentileza de entrar em contato comigo através do e-mail. Valter Montani "In perpetuum Omnia sunt bominum tenui pendentia filo Peractis peragendis, ermitte divis cetera Post nubilas Phoebus Omnia vincit amor et nos cedamus amori Per omnia saecula saeculorum." da amiga Karla Julia

Sociedade Amigos do Poeta

Sociedade Amigos do Poeta
GRATIDÃO! A galera que me incentivou e então, começou tudo: Chris, Tata, Cristiano, Andre, Eduardo, Christian, Rossi e eu(agachado), clique: Professora Regina Azevedo-MBA de Gestão das Tecnologias da Qualidade - Escola Politécnica da USP

SAL - Serviço de Atendimento ao Leitor

Nome

E-mail *

Mensagem *