09/04/2012

A mulher invisível

Google imagens
A lua cheia a tentar vencer a escuridão
uma solidão insistente, a me perturbar,
o silêncio total causando-me apreensão
mas eu sinto: há alguém a me observar!

Sinto um doce aroma a me provocar,
um arrepio, vai dominando meu corpo
então, só me resta ficar imaginando:
o que será que me deixa tão absorto?

A curiosidade, já é minha real senhora
faz dos meus sentidos, sua propriedade,
vai dominando a minha mente sem demora
de meus atos não tenho mais autoridade.

A mulher invisível sonda meus passos
como quem vive a espreitar a sua caça.
 Que será que ela quererá fazer de mim
será o meu anjo, ou guerreira devassa?

São essas dúvidas que pairam sobre mim,
que motivam o meu estado de total alerta
para eu não ser uma vítima da ambiguidade
deixando a porta da ingenuidade entreaberta.

© Valter Montani
conheça meus outros blogs:
Clicksdopoeta: fotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacards: cartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS