10/05/2011

Cheia de charme (saindo da gaveta)

imagem &; movimento Jamie Beck
 
Cheia de charme

Se as vezes ao te ver,
eu parecer  uma criança
observando a sua frente
seu brinquedo predileto.

Ou então, um pobre louco
que ao sentir sua presença
logo fica todo alucinado 
e feliz, começa a dançar.

Perdão,  esse corpo formoso
tão perfumado e charmoso
vai aguçando o meu imaginar 
então, não consigo disfarçar.

Valter Montani
PS.: mais um poema que guardado a muito tempo esperava paciente o momento de se revelar.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS