10/03/2011

Prisioneiros da paixão

PRISIONEIROS DA PAIXÃO

Se não pode me dar seu coração
tudo bem, não tem problema
deixe-me apenas dominá-lo por algumas horas
relaxe, se entregue e nada tema;

Vou invadi-lo por breves momentos
Preenchê-lo com uma enxurrada de sentimentos
cercando você de beijos e carinhos,
percorrendo todos os seus misteriosos caminhos.

Como se fosse uma vasta terra
a tombarei e prepararei para o plantio
e cuidarei sempre dessa feita
para garantir uma boa colheita.

Feito um guerreiro audaz
seqüestrarei seus pensamentos mais secretos
ocuparei todos seus espaços
com ataques sutis e indiscretos.

Como um pirata, bandido do mar
invadirei e pilharei sua embarcação
e dela levarei seu maior tesouro
serei dono absoluto do seu coração.

Como uma águia sobrevoarei seus montes
e quando estiver entregue e indefesa
darei um mergulho rápido e fatal
farei de você minha presa.

E presa a mim não desejará se libertar
nem esboçará a menor força para escapar
pois, nesse momento, descobriremos juntos
as mais belas maneiras de amar.

Sucumbiremos em meio a sussurros e delírios
entregues aos prazeres da tentação
seremos um em carne e espírito,
prisioneiros eternos da doce paixão.
© Valter Montani
(Revisão de texto: Regina Azevedo)

conheça meus outros blogs:
Clicksdopoeta: fotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacards: cartões com pensamentos 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS