09/03/2010

Volta por cima (nunca desista)

Era uma vez eu solitário,
tendo a chuva como alcoviteira
sob olhares inertes de candelabros,
empunhava minha caneta companheira.

O som da música suave ao fundo
abrandava a amargura em meu coração,
os pingos descompassados da chuva
se confundiam com a canção.

Através das cortinas de plásticos
se formavam imagens distorcidas,
como aquelas que se passavam,
naquele momento da minha vida.

Não pensava ser um derrotado....
era um guerreiro! não mero perdedor
sabia, que a vida não é só conquistas...
também nos reservaria muita dor.

Quem pena, sempre terá sua recompensa
eu jamais subestimei aquele que padece,
pois, nada acontece somente ao acaso...
em geral, é sempre aquilo que se merece.

Portanto, se eu sofria não importava
com paciência conservei-me um lutador
o derrotado numa determinada batalha,
pode ser em outras o grande vencedor.

Nunca interrompi minha caminhada
por mais espinhos que me arranhassem,
e jamais eu abaixei a minha cabeça
para aqueles que em vão me feriram.

Seguirei pela vida sem medo de nada
nada de mal que me façam me atingirá,
aquele que sabe o que realmente quer,
está para o que vier e jamais sobrestará.

© Valter Montani

PS. este escrito é antigo, eu mudei o tempo verbal, alterei algumas coisas e ai está, espero que gostem e que sirva para alguém que sofre. Na vida, tirando o motorista e o cobrador o resto é passageiro.
Ninguém pode lhe fazer sofrer se você não deixar ou não querer. saudações!

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS