05/02/2010

Não se engane (saindo da gaveta)



NÃO SE ENGANE

Não se iluda com meus carinhos
pois, eles são habituais,
nem com minha fala mansa e sorriso
que são meus predicados naturais.
Não espere tudo com facilidade
posso proporcionar momentos felizes,
mas, talvez nunca a felicidade.
Das minhas mãos obterás carícias
em meu corpo encontrarás o calor
da minha boca muitos beijos ardentes
talvez, nenhuma perspectiva de amor.
Porém, de uma coisa pode ter certeza:
Falsidade em mim jamais encontrarás
embora nunca  diga que eu te amo
mentiras... de minha boca não ouvirás.

VALTER MONTANI
PS.: Outro texto que estava engavetado, aos poucos irei publicando.
Trata-se de um poema escrito numa época em que eu tinha outra mentalidade, não havia em mim compromisso com nada, nem comigo mesmo, o que diria em relação outra pessoa. Um tempo em que eu almejava morar na chapada dos guimarães, sozinho, isolado do mundo. Muita coisa aconteceu depois deste escrito, cursei faculdade, conheci novas pessoas, idéias e aos poucos me tornei o que sou hoje, não sei se melhor ou pior, mas é o que sou, isso é que importa. Uma coisa eu mantive: o compromisso com a verdade.
saudações a todos!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS