13/11/2009

Homenageada da semana 13 a 19/11/2009 Serena

Dando destaque ao excelente trabalho das poetisas parceiras
o Blog do Valter Poeta, com muito prazer, apresenta a carioca Serena.

Nesta noite enluarada

O amor me convida a dançar
E no roçar de nossas peles
Música em meu ouvido irá cantar.

Bailamos ao som de violinos suaves
Teu corpo colado ao meu
Taças de vinho tocando teus lábios
Meus olhos nos olhos teus

Ao som da melodia
Minha alma pulsando na tua
Desatinos de uma poetisa
Arranco o vestido e me faço tua

E na magia desse momento
A lua se faz presente
Nos teus braços esqueço o tempo
Sou poema de um amor latente.

(Serena)


"Vestida de Silêncio"

Suavemente percorro as linhas
Daquele poema que me deste
Viajo em teu céu e me faço lua
E me perco em versos que me despe!

Estrelas cadentes iluminam
Nossa estrada inacabada
E entre nuvens que fascinam
Sigo tu'alma iluminada.

Nesta trilha de palavras
Onde tudo se lê nas entrelinhas
Meu coração impaciente
Aguarda a tua chegada.

Vou me vestir de silêncio
E me despir das palavras
Minh'alma traduzirá os versos
Que no peito o coração calava.

(Serena)

"A MORTE DO AMOR"

Numa tarde cinza de outono
Tive o amor assassinado
O pobre morreu sem saber como
e como indigente será sepultado.

Viveu de falsas alegrias
achando que era correspondido
Mal sabia o pobrezinho
Que estava à dormir com o inimigo.

No triste e fatídico dia
Não se ouviu tiro ou discussão
Deu um último suspiro a alegria
Morrendo a pobrezinha de desilusão.

O assassino foi brutal
não teve dó do pobre coitado
Num golpe rápido e letal
Matou o amor no dia e local marcado.

(Serena)

Biografia:
Carioca, nascida sob o signo de Escorpião, casada, 44 anos, mãe em tempo integral e acima de qualquer coisa. Sou aprendiz... aprendiz de poeta e aprendiz da vida.
Gosto de rir, da boa música, gosto também do silêncio da madrugada, do respirar, da espiritualidade, do barulho do mar, do sol que brilha mas também da chuva que cai,do anoitecer e do clarear do dia, das amizades verdadeiras, pois sem ela nada somos, gosto do amor de quem amo, amo ler e dos momentos de paz que isto me proporciona,adoro a poesia e escrever o que se passa no interior de minh'alma,que por vezes é alegre, mas também tem seu reverso,e por fim...amo incondicionalmente o sorriso lindo da minha filha!


SERENA.Não me venha ensinar à voar,
primeiro quero aprender o bater das asas.
(D.A)

(Blog Alma Poeta , Sussurros da Alma Serena,

Sussurrando Poesias, Momentos Ociosos.com

e MySpace).



Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS