12/04/2009

CIGANA


imagem obtida sem a autoria google imagens


Cigana

(Valter Montani)


Toma as minhas mãos,
Minha misteriosa Cigana
Leia agora meu destino
Pois o Poeta não se engana.

Sei ler o brilho de teus olhos
E sinto o tremor de tuas mãos
Tua respiração está ofegante
Sinto um turbilhão de emoção.

Quero me envolver no mistério
Que se esconde em tua silhueta
E me envolve num louco desejo
Quero sentir o calor de teu beijo.


Juntemos nossos pulsos
Para, no deslizar do punhal,
Nosso sangue misturar
Num excitante ritual.

Dança para mim, Cigana
Girando em torno à fogueira
Rodopiando teu vestido
Faz-me teu animal ferido.

Juntemos nossas carnes
Num ardente jogo de amor
Onde as cores dão vida
E o prazer supera a dor.

Quero sentir teu corpo
Colado junto ao meu
Impregnados pelo suor
Desprendido do amor.

Uma troca intensa de fluidos
Que a gente jamais sentiu
A trilha sonora dos gemidos
Feito dois animais no cio,

Depois de cumprir nosso ato
Nada mais para mim se compara
Pois a paixão se tornará ardente
E o coração jamais sara.

Valter Montani
revisão de texto: Regina Azevedo

conheça: POETACARDS


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Sabedorize esta not¿ia no WebSapiens

Quer ter estes botões no seu site? Acesse


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS