04/05/2009

MULHER

MULHER
(Valter Montani)

Pobre daquele que não reconhece o seu valor

Infeliz aquele que nunca sucumbiu a seu encanto,

Pois emerge dessa criatura, repleta da luz

que ofusca a visão de qualquer mortal ,

um ser místico, ora delicado ora felino e.fatal,

nascendo no olhar ingênuo de uma menina

Conscientemente ou não, pelo destino preparada

para competir com igualdade por seu lugar

no mundo inóspito, inescrupuloso e machista

regido pela ganância mercantilista e egoísta.

Também para ser mãe e lutar por sua prole feito heroína,

não importa sua nacionalidade, religião, raça ou cor ,

profissão, posição política tampouco social,

o que vale é o tato, a intuição, o carisma, o pé no chão

a firmeza de que dispõe, constante na busca do seu ideal

sem jamais perder a angelical delicadeza maternal

Sem esses adjetivos, próprios da alma feminina,

nossa existência decerto seria tristemente banal

Somente um dia em tua homenagem é muito pouco;

todos os elogios dos poetas nunca poderão expressar

que a mulher é portal da luz da vida, do verdadeiro amar

Então, continue nos ofuscando com seu brilho essencial,

e que me desculpe o grande mestre Vinícius de Moraes

pois, independentemente de ser bela, a mulher é fundamental.

© Valter Montani

revisão de texto, lapidação e pitacos: Regina Azevedo

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Sabedorize esta not¿ia no WebSapiens
Quer ter estes botões no seu site? Acesse

conheça também: POETACARDS

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS