05/05/16

Palavras soltas


Palavras Soltas

No amanhecer de meu corpo
recebo a intensidade matutina
a sentir o perfume que inebria
e o sabor que na boca impregna.

Encontro então palavras soltas
para descrever a minha gratidão
a existência da alma feminina,
e os versos surgem da emoção.

Tolo seria se não soubesse,
que sem ela jamais viveria
sequer aqui,  poderia eu estar
a demonstrar minha alegria.

Sou cavaleiro da ordem de Maria
não detenho o saber de Hermes,
amigo e protegido por feiticeiras
  apenas derramo minhas fantasias.
Cumpro apenas  a minha sina
de cantar a todos essa devoção
por tudo aquilo que me fascina
e preenche de luz meu coração.


Valter Montani

visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  

New:Bloglivro: somente textos 

23/03/16

A Conquista


Google imagens

Chegaste assim de surpresa
te apoderaste da minha mente
eliminaste qualquer defesa
que pudesse em vão esboçar.

Com as forças sobrenaturais

invadiste, tomaste meu corpo
antes que eu algo balbuciasse  

 sagaz, minha boca silenciaste.

Devastaste o meu arsenal,
de meu poderio, fui deposto
foste uma força devastadora
impelindo-me a  entregar-me.
Numa  forma de  feitiço cruel
lançaste sua magia triunfal
fizeste de mim terra tomada
Sitiaste-me com teu cabedal.

Com estratégia dominadora
envolveste-me em segundos
guindaste-me ao teu mundo
em servil me transformaste.
Mostraste como frágil eu sou
para defender o meu reinado
que outrora fora inexpugnável
fato inegável....fui conquistado! 

Valter Montani
revisão: Karla Júlia 
visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 

16/03/16

Antídoto

não sei o nome do autor da imagem

Por mais que me sentir só e perdido
e todos me ofereçam a  face cruel,
quando somente reste dor e gemido
e na garganta o gosto amargo do fel.

Ainda me restará guarida dum sonhador
que transforma o ruim em pura fantasia,
haverá um refúgio no colo de um poeta
e antídoto para  dor na magia da poesia.

© Valter Montani
16/03/2016
visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 

11/03/16

O cavaleiro e a feiticeira


Foi assim que aconteceu:
da forma mais inesperada
a bruxa apontou seu dedo
e a magia estava lançada.

Sim,  num passe de mágica!
Mas, não mero ilusionismo.
A paixão tomou sua forma,
encanto vestido de lirismo.

Um artifício da sedução,
logo atravessou o escudo
que protegia aquele coração.
Então, ela se apossou de tudo.

O guerreiro, se fez escravo
traído pelo amor a feiticeira.
Ela venceu o nobre bravo,
 conquistando sua bandeira.

Aquele  homem portentoso
  que bradava suas vitórias
transformou-se  em vassalo,
esquecendo suas glórias.
 
  E o que pode um guerreiro
diante da fera da paixão?
Apenas entregar suas armas
render-se de corpo e coração!

Sua vaidade foi uma passagem
atalho rápido e muito seguro
conduziu-o direto ao abismo
pois, estava cego pelo orgulho.

Valter Montani

visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 

22/02/16

Aprendizado


APRENDIZADO

Era uma vez eu num bar solitário
tendo a chuva como alcoviteira
sob os olhares de candelabros
empunhava a caneta companheira.

O som da música abrandava
a amargura em meu coração
os pingos descompassados da chuva,
se confundiam com a canção.

Através das cortinas de plástico
observava imagens distorcidas
das desilusões que se passavam
naquele momento da minha vida.

Mas, não pensava estar derrotado
não queria ser um mero perdedor
é certo que a vida não é somente alegria
mas não seria eu, um prisioneiro da dor.

Quem pena aprende e obtém sua recompensa
nunca subestimarei alguém que padeça.
Pois, nã há nada que na vida nos aconteça,
sem que a gente escolha ou realmente mereça.

Portanto, se sofri... hoje não mais importa
Paciência, conservei em meu coração o amor.
Afinal,  se derrotado no passado distante,
posso ser no presente um grande vencedor.

Jamais interrompi minha caminhada
por mais espinhos que me arranharam
nem abaixei a cabeça para ninguém
em especial  àqueles que me feriram.

Hoje sei: minha felicidade depende de mim
Não fico esperando que alguém a proporcione
Sigo em frente sem ter medo de nada
Agora reconheço qual o sentido da jornada.

©Valter Montani



visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 

17/02/16

Magia & libertação

imagens usadas por este Blog "Google Imagens"

Magia e libertação

Vinde a mim minha cara feiticeira
mexa vigorosamente seu caldeirão
misture bem todos os ingredientes
produzindo uma poderosa poção.

Faça curar esse cruel feitiço
que apoderou-se de meu coração.
Tornando minha vida um martírio
de lamentos e triste sofreguidão.

Somente tu com a poderosa magia
para curar de vez meu coração
que há muito tempo foi sequestrado
acorrentado no calabouço da ilusão

Venha depressa misteriosa bruxa
voando em sua vassoura alada
lance um feitiço sobre este poeta
livrai-me dessa criatura malvada.

Para que de forma cabal e duradoura
seja  libertado este pobre coração.
e que nunca, jamais se entregue
nem que seja de leve a outra ilusão!


© Valter Montani
visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 

15/02/16

Música & Poeisa


METADE

Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio;
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca; 
Porque metade de mim é o que eu grito,
Mas a outra metade é silêncio...

Que a música que eu ouço ao longe
Seja linda, ainda que tristeza;
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada 
Mesmo que distante;
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade...

Que as palavras que eu falo
Não sejam ouvidas como prece
E nem repetidas com fervor,
Apenas respeitadas como a única coisa que resta 
A um homem inundado de sentimentos;
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo...

Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que eu mereço;
E que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada;
Porque metade de mim é o que penso 
Mas a outra metade é um vulcão...

Que o medo da solidão se afaste
E que o convívio comigo mesmo
Se torne ao menos suportável;
Que o espelho reflita em meu rosto
Um doce sorriso que me lembro ter dado na infância;
Porque metade de mim é a lembrança do que fui,
A outra metade eu não sei...

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria 
para me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais;
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço...

Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer;
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é canção...

E que a minha loucura seja perdoada 
Porque metade de mim é amor
E a outra metade... também.


Oswaldo Montenegro

© Valter Montani
visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS