23/05/2017

Mulher e poesia



A Mulher e a Flor.
fornecem a fragrância
que acende a chama da paixão
e para todo aquele que ama
transborda a alma de felicidade
e o coração!

"A Mulher e a Lua
dão luz e vida
às noites escuras,
luminosidade e magia
ao coração do Poeta
que retribui humilde
em forma de Poesia"

"A Mulher......
é o instrumento perfeito
que Deus nos presenteou
para que cada Poeta
ao admirar essa musa
pasmo, deixe que o desejo
sua imaginação conduza.
Em em forma de gratidão
retribua à mulher
versos de louvor
escritos com o anseio
de conquistar o seu amor!"

" A mulher e o mar
dois mistérios a se desvendar
no eterno vaivém das ondas
num infindável desejo se amar."

Valter Montani
PS.: este blog é um livro, veja o índice logo abaixo
Visite também:
Meu blog de cartões: POETACARDS
Selos & Prêmios: GALERIADOPOETA 
Livro Virtual: POESIAS E PENSAMENTOS    
Fotografias: CLICKSDOPOETA   

07/04/2017

Encantadora

imagens google
Encantadora ,Temeroso, coloquei-me diante de ti ,hipnotizado pelo teu olhar penetrante ,aprumei-me por um breve instante ,bem.... bastou você abrir o teu sorriso .aflorando em mim, um sentimento impreciso ,Teu nome, combina com esse jeito de feiticeira .aquela que consegue tudo de qualquer maneira ,Perigoso esse seu jeito meio angelical ,Estimula-me algo terno, especial .nunca antes por mim sentido ,Esse teu sorriso encurvado nos cantos .levou-me a render-se aos teus encantos Obedecendo aos comandos do sentimento ,permiti que teu brilho incomum me prendesse .e entregue, deixei que tua magia me envolvesse
© Valter Montani
visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 

03/03/2017

O cavaleiro e a feiticeira


O cavaleiro e a feiticeira 

Foi assim que aconteceu:
da forma mais inesperada
a bruxa apontou seu dedo
e a magia estava lançada.
 

Sim,  num passe de mágica!
Mas, não mero ilusionismo.
A paixão tomou sua forma,
encanto vestido de lirismo.

Um artifício da sedução,
logo atravessou o escudo
que protegia aquele coração.
Então, ela se apossou de tudo.

O guerreiro, se fez escravo
traído pelo amor a feiticeira.
Ela venceu o nobre bravo,
 conquistando sua bandeira.
 

Aquele  homem portentoso
  
que bradava suas vitórias
transformou-se  em vassalo,
esquecendo suas glórias. 
  
  E o que pode um guerreiro
diante da fera da paixão?
Apenas entregar suas armas
render-se de corpo e coração! 


Sua vaidade foi uma passagem
atalho rápido e muito seguro
conduziu-o direto ao abismo
pois, estava cego pelo orgulho.

Valter Montani
visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacards: cartões com pensamentos  

New:Bloglivro: somente textos 

08/02/2017

Banquete dos deuses




Mulher é um ser iluminado
no qual a beleza abunda,
e sempre pouco nos importará
 qual embalagem a envolve,
e sim, a carne macia, perfumada
digna de um farto banquete
 saciando sempre a nossa fome.
Mas, na verdade meus amigos
no fundo é ela que nos consome.

Valter Montani

visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 

25/11/2016

Ser ou não ser Poeta?




Todas as noites na mesa do bar
uma dúvida tão cruel me corroía:
Será que era eu realmente poeta ou,
apenas um cara que poesia escrevia?

Pois, ela nunca me garantiu o pão
mas, proporcionou-me amor e magia,
e muitas viagens a universos paralelos
através do portal que o verso entreabria. 

Valter Montani
visite também:
 Clicksdopoeta: fotografias e afins

Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacards: cartões com pensamentos  

New:Bloglivro: somente textos 


26/07/2016

O Reencontro (Boda de Sangue)



Venha para o meu castelo 
quero lhe mostrar meu mundo 
somente ali eu te revelarei,
o meu lado mais profundo. 

Foste paixão que a fatalidade
sem dó arrancou de mim, 
num  passado longínquo, 
nosso destino quis assim.

Por perder-te  meu amor 
praguejei contra o Criador 
amaldiçoado por meu ódio 
vaguei pela terra errante. 

Habitei castelos sombrios 
esgotos fétidos e escuros, 
procurava meu alimento
nos lugares mais obscuros.

Pousei sobre  beirais e muros 
invadi quartos de donzelas 
tomei corpos, suguei sangue 
  e assim, causei dor e  mazelas.

Mas, tudo que fiz foi em vão  
encontrava o pão e o vinho 
mas jamais encontrei tua alma
 e segui solitário pelo caminho.

Desta vez, não deixarei 
que o infortúnio te leve, 
prefiro uma estaca no peito 
para que meu fim seja breve.

Estás aqui em meus braços 
neste beijo envolvente, 
sorverei seu doce néctar
não hesitarei novamente.

Há nesse seu lindo corpo
 a botella do melhor vinho,
requintado e saboroso
da melhor casta já vista.

Satisfará o meu paladar
revivendo a libido perdida
saciando minha sede secular 
há muito tempo adormecida.

Muitas noites venturosas  
uma após a outra virão,  
pelejas intensas de amor 
plenas de desejo e ardor. 

Reconquistarei o paraíso, 
serei seu amo e protetor.
Precisei viver muito tempo    
mas,  te reencontrei....amor!


© Valter Montani
visite também:

 Clicksdopoeta: fotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacards: cartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 

25/07/2016

Las palabras - Pablo Neruda


Las palabras (Gosto muito!)

…Todo lo que usted quiera, sí señor, pero son las palabras las que cantan, las que suben y bajan… Me prosterno ante ellas… Las amo, las adhiero, las persigo, las muerdo, las derrito… Amo tanto las palabras… Las inesperadas… Las que glotonamente se esperan, se acechan, hasta que de pronto caen… Vocablos amados… Brillan como perlas de colores, saltan como platinados peces, son espuma, hilo, metal, rocío… Persigo algunas palabras… Son tan hermosas que las quiero poner todas en mi poema… Las agarro al vuelo, cuando van zumbando, y las atrapo, las limpio, las pelo, me preparo frente al plato, las siento cristalinas, vibrantes ebúrneas, vegetales, aceitosas, como frutas, como algas, como ágatas, como aceitunas… Y entonces las revuelvo, las agito, me las bebo, me las zampo, las trituro, las emperejilo, las liberto… Las dejo como estalactitas en mi poema, como pedacitos de madera bruñida, como carbón, como restos de naufragio, regalos de la ola… Todo está en la palabra… Una idea entera se cambia porque una palabra se trasladó de sitio, o porque otra se sentó como una reinita adentro de una frase que no la esperaba y que le obedeció. Tienen sombra, transparencia, peso, plumas, pelos, tienen de todo lo que se les fue agregando de tanto rodar por el río, de tanto transmigrar de patria, de tanto ser raíces… Son antiquísimas y recientísimas… Viven en el féretro escondido y en la flor apenas comenzada… Que buen idioma el mío, que buena lengua heredamos de los conquistadores torvos… Éstos andaban a zancadas por las tremendas cordilleras, por las Américas encrespadas, buscando patatas, butifarras, frijolitos, tabaco negro, oro, maíz, huevos fritos, con aquel apetito voraz que nunca más se ha visto en el mundo… Todo se lo tragaban, con religiones, pirámides, tribus, idolatrías iguales a las que ellos traían en sus grandes bolsas… Por donde pasaban quedaba arrasada la tierra… Pero a los bárbaros se les caían de la tierra de las barbas, de las herraduras, como piedrecitas, las palabras luminosas que se quedaron aquí resplandecientes… el idioma. Salimos perdiendo… Salimos ganando… Se llevaron el oro y nos dejaron el oro… Se lo llevaron todo y nos dejaron todo… Nos dejaron las palabras. 


Pablo Neruda 
De Confieso que he vivido 

13/07/2016

Boneca de porcelana

Google imagens

Boneca de Porcelana



Esculpida pelas mãos do desejo

Bonequinha linda de porcelana,

Seu olhar inspira-me a malícia

Sua boca me atiça o fogo da cobiça.


Seu corpo tem o tamanho

E o formato de uma paixão,

Que me corrompe a mente

De forma cruel e intermitente.


Em meu pensar és uma obra de arte

Que em palavras não há como mostrar

Pois mal conseguem explicar o que vejo

Nem expressam tudo aquilo o que sinto.


Mas tenha certeza que na mente

Já pintei uma lindíssima aquarela

Onde está expressa de forma singela

Sua silhueta feminina, sensual e bela.


© Valter Montani
visite também:
 Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTS MAIS COMENTADOS