30/10/14

FELIZ DIA DAS BRUXAS (coletânea)

 

Oração para uma Feiticeira

Feiticeira, conhecedora dos mistérios
evoque o poder mágico dos elementos
dai-me a força dos bravos guerreiros,
e a sabedoria dos seus ensinamentos.

Protegei-me com sua poção de luz
para eu nunca padecer abandonado.
Que não seja demasiada minha cruz
que eu consiga carregá-la resignado.

Não julgarei os que lhes censuraram
por obras e atos cometidos no passado
ignorantes na escuridão conspiraram
para purificar o que julgavam pecado.

Não evocarei os erros do passado
à luz de meu saber contemporâneo
nem mais viverei ao ódio acorrentado
agindo como um vingador espontâneo.
 
Sim, eu sei:  quem com ferro alguém fere
com ferro,  no futuro também será ferido.
Então, não cometerei aquilo que me onere
sendo apenas mais um vaidoso e vingativo.
 
A feitiçaria sempre foi discriminada
por professar o que não entendiam
e ir além do conhecimento limitado
daqueles que a fogueira submetiam.
 
Desde os primórdios da humanidade
existiram pessoas bondosas e más
há quem dedique seu poder a maldade
E, quem põe bondade em tudo que faz. 

Eu bem sei que serás amiga e protetora
deste poeta que te reverencia em verso,
 me afastará dessa maldade esmagadora
 que teima em dominar nosso universo.

que assim seja!
 
 
©Valter Montani



Magia e libertação 


Vinde a mim minha cara feiticeira 
Mexa vigorosamente seu caldeirão 
Misture bem todos os ingredientes 
Produzindo uma poderosa poção. 

Faça curar esse cruel feitiço 
que apoderou-se de meu coração. 
Tornando minha vida um martírio 
de lamentos e triste sofreguidão. 

Somente tu com a poderosa magia 
para curar de vez meu coração 
que há muito tempo foi seqüestrado 
e acorrentado no calabouço da ilusão 


Venha depressa misteriosa bruxa
 
voando em sua vassoura 
lance um feitiço sobre este poeta 
Para que de forma cabal e duradoura 
seja libertado este pobre coração. 
e que nunca, jamais se entregue 
nem que seja de leve a outra ilusão! 

© Valter Montani


FEITICEIRA

Quem pode ficar alheio
a essa cor morena faceira
esse sorriso instigante
e teu olhar de feiticeira
Teus lábios ocultam mistérios
que me incentivam a desvendar
por outro lado me amedronta
teu enigmático jeito de olhar
Esses olhos castanhos de tom mel
ferroaram-me o coração
provocando um frio na barriga
num estranho jogo de emoção
Tua voz soa como música
dominadora penetra meus ouvidos
se apodera de meus pensamentos
provocando desejos
que não podem ser contidos
Oh! Feiticeira porque não realiza
meus loucos desejos que me sufocam a alma
ou então invente uma poção mágica
que me faça esquecer-te e devolva-me calma.

©Valter Montani


O cavaleiro e a feiticeira 

Foi assim que aconteceu:
da forma mais inesperada
a bruxa apontou seu dedo
e a magia estava lançada.
 

Sim,  num passe de mágica!
Mas, não mero ilusionismo.
A paixão tomou sua forma,
encanto vestido de lirismo.

Um artifício da sedução,
logo atravessou o escudo
que protegia aquele coração.
Então, ela se apossou de tudo.

O guerreiro, se fez escravo
traído pelo amor a feiticeira.
Ela venceu o nobre bravo,
 conquistando sua bandeira.
 

Aquele  homem portentoso
  
que bradava suas vitórias
transformou-se  em vassalo,esquecendo suas glórias. 
  
  E o que pode um guerreiro
diante da fera da paixão?
Apenas entregar suas armas
render-se de corpo e coração! 


Sua vaidade foi uma passagem
atalho rápido e muito seguro
conduziu-o direto ao abismo
pois, estava cego pelo orgulho.

Valter Montani


A Fogueira das vaidades

Sim, eu prefiro a proteção das bruxas
que vivem a lançar seus encantos
e sua magia pelos arredores da cidade
do que muitas pessoas que se dizem boas,
e vivem a alardear seus atos de bondade.

Bruxas, no passado foram queimadas 
por pensar e agir de modo diferente
dos que detinham o poder sobre a verdade
e isso, era feito em praça pública
brutalmente, sem remorso ou piedade.

Não desejo que aconteça o mesmo mal  
para os que se vangloriam pelo mundo
como senhores de tudo e acima da maldade
pois, pelos atos se encontram condenados
queimados, na fogueira das vaidades!

Valter Montani 
Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos  


24/09/14

Visão

VISÃO
Quando te vejo
Meu dia se ilumina
tua presença doce me fascina
teu sorriso me anima, alucina
e minha tristeza logo se termina.
Quando te vejo
Meu coração como pluma fica leve
Minh’alma branqueja como neve
meus olhos te seguem de um lado a outro
minha dor se abranda, torna-se breve.
Monumento de beleza interna e externa
meiguice quase pura aparência terna
tranqüilidade que nunca se altera
e um mistério em ti encerra...
Não sei se por trás disso tudo
está a bela ou a fera, só sei que
Quando te vejo
meu metabolismo se altera,
e minha felicidade tudo supera.
©Valter Montani
Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos  
todas as imagens utilizadas em minhas postagens 
são de domínio público através do Google imagens, 
qualquer problema,  peço a gentileza de entrar em contato conosco.

05/09/14

Poesia em seu dia!


Clicksdopoetafotografias e afins
Selos & Prêmios : Galeria do Poeta
Poetacardscartões com pensamentos  
New:Bloglivro: somente textos  
todas as imagens utilizadas em minhas postagens 
são de domínio público através do Google imagens, 
qualquer problema,  peço a gentileza de entrar em contato conosco.

POSTAGENS RECENTES

POSTS MAIS COMENTADOS